Cultura

Cinco novidades da Virada Cultural 2017

Evento acontece nos dias 20 e 21 de maio e teve sua programação divulgada nessa segunda-feira (8); veja as novidades da Virada Cultural deste anoA programação da Virada Cultural 2017 foi divulgada nessa segunda-feira (8) pela prefeitura de São Paulo e apresentou novidades em relação aos anos anteriores.Daniela Mercury fará um dos principais shows da Virada Cultural 2017, nos dias 20 e 21 de maioFoto: Leon Rodrigues/ SecomAo contrário do que foi anunciado pelo prefeito João Doria no começo do ano, a Virada Cultural não será concentrada no Autódromo de Interlagos, mas a pista será um dos palcos deste ano.Veja abaixo cinco novidades da Virada:Novos palcosAlém do Autódromo de Interlagos, a Virada deste ano terá outros grandes palcos. O Sambódromo do Anhembi receberá shows de Daniela Mercury, Titãs e Fafá de Belém, enquanto a Chácara do Jockey terá Liniker, As Bahias e a Cozinha Mineira, Orquestra de Música Jamaicana + Nando Reis e Dona Odete + Gaby Amarantos.A Virada descentralizada também terá um palco no Parque do Carmo, com shows de Diogo Nogueira, Alcione, Wilson das Neves, Planta e Raiz e Bicho de Pé + Fágner. No Campo Limpo, MV Bill, Mart’nália e Fundo de Quintal são as atrações principais.Shows menores no centroQuem estava acostumado a ver grandes shows no centro, vai estranhar o evento deste ano. A Secretaria de Cultura optou por tirar as grandes atrações da Virada da região central para evitar mega aglomerações. Mesmo assim, o centro terá vários palcos e atrações durante as 24 horas.Entre os destaques, estão festas de rua, palcos de cultura popular, música instrumental, forró, soul funk e rock. O Largo do Paissandú recebe um dos espaços mais legais da Virada: a Lona Circo, que terá espetáculos circenses das 18h do dia 20 às 16h do dia 21.Hip Hop bem representadoOs fãs de Hip Hop vão gostar bastante da programação da Virada deste ano. O gênero terá dois palcos, um com músicos contemporâneos e outro com mais antigos. O palco contemporâneo ficará na Rua 24 de maio e terá shows de Tássia Reis, Edi Rock, KL Jay + Xis, Rincon Sapiência e Thaíde.Rincon Sapiência é uma das atrações da Virada CulturalFoto: Divulgação/Renato CustódioJá o palco Hip Hop Antigos será na São Bento e terá apresentações de dança do Street Breakers Crew, Style Crew, Black Spin Crew e Street Warriors, além de sets de DJ Hum e DJ Ninja.Cabaré QueerOutra novidade é o Cabaré Queer, que acontecerá no Copan. O palco apresentações de Liniker, Jaloo, Rico Dalasam e Linn da Quebrada.O espaço ainda será sede para o sarau Manas e Monas, um concurso de drag queens e o musical “O Meu Lado Homem – Um Cabaré d’Escárnio”.MusicaisO Vale do Anhangabaú terá um palco dedicado a musicais, com destaque para “Alegria, Alegria”, peça estrelada por Zélia Duncan que comemora os 50 anos da Tropicália.A programação ainda inclui “Auê – Barca dos Corações Partidos”, “Gota D’Água – A Seco”, “Beatles num Céu de Diamantes”, “Carrossel – O Musical” e “60! Década de Arromba”.A Virada Cultural 2017 é gratuita e acontece entre as 18h do dia 20 de maio e as 18h do dia 21 de maio. A programação completa está disponível no site da prefeitura.

More Cultura

“Alien: Covenant” ampara-se no original, mas estende inflexões de “Prometheus”

Ridley Scott revitaliza impacto do filme original e apresenta par de cenas memoráveis. Por outro lado, é inevitável constatar o desgaste da franquiaContinuação direta de “Prometheus” (2012), uma prequela de “Alien – O Oitavo Passageiro” (1979), idealizada por Ridley Scott, “Alien: Covenant” é mais próximo do filme original do que a fita de 2012. Isso talvez seja reflexo direto da resistência que muitos alimentaram a um filme mais filosófico do que de ação e que, embora revestido de temas e referências a Alien, tinha um escopo próprio. Aí reside, para o bem e para o mal, a grande diferença entre “Prometheus” e “Covenant”.A primeira cena em que nasce um alien em Alien: Covenant é tão aterrorizante quanto em 1979Foto: DivulgaçãoTotalmente vinculado a “O Oitavo Passageiro”, até mesmo na caracterização física da protagonista feminina, a irascível e corajosa Daniels (Katherine Waterson), esculpida para remeter a uma jovem Ripley, “Alien: Covenant” aposta no apelo inexorável de uma das mais longevas, filosóficas e influentes ficções científicas do cinema. Os três atos do filme de alguma maneira parecem obedecer à cartilha da produção de 1979. Inclusive a primeira cena em que um alien nasce de um corpo humano é tão aterrorizante e impactante quanto outrora. Conseguir reproduzir uma sensação tão singular quase 40 anos depois mostra que Ridley Scott ainda tem alguns truques na manga.Dez anos se passaram desde os eventos de “Prometheus” e estamos a bordo da Covenant, uma nave colonizadora. Após um acidente envolvendo algumas da capsulas de hibernação, Oram (Billy Crudup), um homem de fé, assume o comando da espaçonave e logo vemos algumas fissuras surgir entre os tripulantes. Eles acabam captando um sinal de um planeta que parece propício à vida terrestre. Desnecessário dizer que nem tudo será tão simples.Hora do jantar em Alien: CovenantFoto: DivulgaçãoO grande trunfo de “Prometheus” é, também, o grande trunfo do novo filme. O sintético David, vivido com sagacidade e esmero por Michael Fassbender, responde pelos momentos mais atraentes de “Covenant”. Logo na primeira cena, um prólogo ligando os dois filmes, um diálogo de alta voltagem filosófica ajuda a entender porque Scott não só se apaixonou por David, protagonista de verdade da franquia nessa sua encarnação do século XXI, como por Michael Fassbender, com quem também já fez “O Conselheiro do Crime”. David é daqueles personagens para eternizar-se nos anais do cinema e da ficção científica. Um personagem tão forte, é claro, empalidece os demais. E isso parte mesmo da pré-produção.Todos os novos personagens rigorosamente decepcionam. Não são nem um pouco cativantes. Apesar do carisma magnético de Waterson, vista recentemente em “Vício Inerente” e “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, e do humor charmoso de Danny McBride (“É o Fim”), os personagens parecem meros decalques daqueles que habitaram a Nostromo e ajudam a tornar este “Covenant” algo trivial. Apesar de buscar amparar-se no original a todo o tempo, Scott insiste nas inflexões sobre a criação – matéria prima de “Prometheus”. Fascinado pelo ímpeto da criação, David roga-se o direito de criar também. É um ponto de partida já verificado no filme anterior e que aqui ganha dilatação, ainda que respingue no trash aqui e ali.Visualmente, “Alien: Covenant” é soberbo. O desenho de produção, a maquiagem e os efeitos especiais são de cair o queixo. Scott ainda é o diretor visionário de 40 anos atrás. Só que ele já fez este filme. Para quem acha que não há nada de errado em visitar o passado com as tecnologias do futuro, o novo “Alien” é a viagem perfeita. E de quebra, tem sua cota de cenas que fazem valer o ingresso.

Cultura Archives

‘Dos quadrinhos para o cinema’, Os 25 melhores filmes de heróis já feitos
Filmes baseados em quadrinhos dominam as salas de cinema e “Guardiões da Galáxia Vol. 2” é o mais recente exemplar a tomar os multiplexes de assalto. É um gênero à ...
Morre Jonathan Demme, diretor de ‘O Silêncio dos Inocentes’, aos 73 anos
Cineasta vencedor do Oscar de melhor diretor morreu nesta quarta-feira (26), em Nova York, vítima de um câncer no esôfagoO cineasta Jonathan Demme, vencedor do Oscar de melhor diretor por ...
Documentário sobre Maria Martins a destaca entre os maiores artistas brasileiros
A escultora Maria Martins tem sua trajetória contada em “Maria: Não Se Esqueça Que eu Venho dos Trópicos”, destaque do festival É Tudo Verdade“A leitura feminista do século XX trouxe ...
A trilogia ‘Angus’ conta a história de um herói com princípios
A trilogia medieval “Angus” está sendo relançada pela editora Novo Conceito, e traz o final épico da história do valoroso cavaleiro medieval Angus MacLachlan, em uma mescla de romance ficcional ...
Neil Gaiman vai além do universo dos super-heróis em ‘Mitologia Nórdica’
Neil Gaiman procurou ser fiel as lendas originais em “Mitologia Nórdica”, mas derrapa por errar em questões técnicas da narrativa que comprometem livroSe seu conhecimento sobre as lendas e deuses ...
Tropa de elite da PF, COT vai ganhar filme de ficção
PF também será foco de outro filme, sobre a Lava JatoEm evidência por conta do combate à corrupção, Polícia Federal será abordada nas telonasFoto: Hélvio Romero/Estadão Conteúdo – 9.5.16O COT ...
DVD e Blu-Ray de ‘Moana’ chegam às lojas com muito conteúdo especial
Sucesso absoluto nos cinemas de todo o mundo, “Moana” chega agora em DVD e Blu-Ray no Brasil recheado de conteúdo exclusivo que não foi exibido nas telonas. Além da ...
Trailer: ‘Faces de uma Mulher’ traz 1 mulher em 4
Quatro atrizes de idades distintas protagonizam o longa francês Faces de uma Mulher, que chega ao Brasil em 11 de maio. No primeiro trailer da produção os personagens parecem a princípio não ...

« Página anteriorPróxima página »