AutoMotor

Gol GT Concept é atração da Volkswagen no Salão do Automóvel de São Paulo

Marca alemã apresenta lançamentos que remetem ao passado e ao futuroRio – A Volkswagen está no Salão de São Paulo atendendo ao presente e ao futuro. Além de todo o seu portfólio atual, a marca alemã exibe seus últimos lançamentos e suas propostas para a mobilidade do Amanhã. A mostra paulista vai até o dia 20 deste mês no São Paulo Expo.Para complementar a linha Gol e up!, ambos recebem a versão Track, com apelo aventureiro. No gol, o desenho exclusivo pode ser visto nos retrovisores e maçanetas pintados em preto fosco, nas lanternas traseiras escurecidas, no acabamento em preto na região da placa, e ainda no interior com acabamento escurecido no teto, colunas, retrovisor e no para-sol. As rodas de aço são de 15 polegadas. Há o sistema de entretenimento App-Connect. O motor é o três cilindros 1.0 l de 82 cv. No subcompacto, desde que não seja TSI, o propulsor é o mesmo.A versão base da variante especial é a Move up!. A decoração especial fica por conta dos emblemas alusivos à versão nas laterais das portas traseiras, apliques sob os para-choques dianteiro e traseiro, seções centrais dos para-choques dianteiro e traseiro na cor preta, moldura nas caixas de rodas e nas laterais, capas de espelhos retrovisores em preto, maçanetas das portas em preto fosco, faróis com máscara escurecida e interior com ambientação escura.A volta do Gol GT?Nos ensaios da Volkswagen está o Gol GT Concept, uma versão esportiva do veterano hatch. Elaborado pela equipe de design da marca no Brasil, a carroceria de duas portas é toda pintada num inédito cinza metálico combinado com detalhes em tom vermelho nas laterais, retrovisores, para-choques dianteiro e traseiro e grade dianteira.Todo o carro é contornado por uma linha de base vermelha, mesma cor das pinças de freio. Na dianteira, o Gol GT Concept traz grade tipo “colmeia”, o para-choque tem formas mais agressivas com luzes de uso diurno e o defletor de ar. Os faróis são duplos, do tipo full LED. As rodas são diamantadas de 18 polegadas e próximo às rodas traseiras, a logomarca faz referência à do Gol GT de 1984. Apliques na região da soleira aparentam que o hatch é rebaixado.Na traseira, uma faixa na cor preta liga as lanternas escurecidas, outra referência ao Gol GT. O aerofólio duplo está combinado à terceira luz de freio, em forma de uma barra que percorre toda a parte superior da tampa do porta-malas. No vigia traseiro, o adesivo com o logotipo GT é uma interpretação moderna do logo original. O teto e a coluna B do conceito são pintados na cor preta brilhante. No interior, os bancos são do tipo concha com emblemas da versão, como no original. O volante de base reta também tem a marca. Há ainda porta-objeto com o logo, entre outros detalhes especiais. Pedais e câmbio têm capa de alumínio e as soleiras trazem o “GT”.

More AutoMotor

As estrelas do Salão do automóvel de São Paulo

Supersportivo GT, da Ford, rouba a cena no estande da montadora junto com duas versões do Mustang e a picape RaptorSão Paulo – A percepção da crise foi clara. As montadoras tiveram pouco a mostrar de efetivo para o Brasil nos dois dias de imprensa do Salão de São Paulo. Para o público, a mostra começa hoje e vai até o dia 20. As vitrines exibiam, na sua maioria, conceitos e carros de nicho, que poucos podem pagar. Outra certeza é o domínio da carroceria SUV, principalmente de dimensões compactas, uma tendência que era clara bem antes do evento paulista.O curioso do salão é que muito do que estava sendo apresentado foi lançado ao longo do ano. Para causar certa impressão, os fabricantes aplicaram perfumaria nos produtos já lançados, vide o estande da Fiat, Hyundai, Peugeot, entre outros. Também pouco se viu de novidades em motor. A Renault salvou a ocasião apresentando nova família composta por dois propulsores.PERDERAM FORÇANo último Salão de São Paulo, em 2014, as fabricantes chinesas avançavam em solo brasileiro de forma avassaladora. Nesta edição, a história já é bem diferente. Chery apresenta no segundo dia de evento estratégia de reformulação para o nosso mercado. Lifan tem estande, mas não tem coletiva programada. JAC, com estande gigante na entrada do pavilhão na edição passada da mostra, luta para sobreviver aqui e não veio dessa vez. Geely nem existe mais. BYD e Zotye ainda não decolaram.Veja os destaques:Supersportivo GT, da Ford, rouba a cena no estande da montadora junto com duas versões do Mustang e a picape RaptorCruze: Nova versão hatch do médio da marca da gravata. Assim como no sedã, esse veículo também é movido pelo motor 1.4 turbo de 153 cv combinado com câmbio automático de seis marchas com sistema liga/desliga (que desliga o carro em paradas breves)Camaro: Essa é a nova geração do esportivo, já disponível para o Brasil. O musculoso está de arquitetura mais leve e ainda mais compacta. O motor é o V8 6.2 litros de 461 cv, casado com uma transmissão automática de oito marchas. Na foto, a versão conversívelFiat X6H: Eles não tiveram o que apresentar de novo, pois todas as novidades já foram lançadas. O projeto ‘X6H’, veículo que vai aposentar Palio e Punto de uma só vez, não estava presente. Anunciaram para o Mobi o motor três cilindros lançado no Uno e incrementaram o portfólio, como mostra essa Toro na fotoKia Cerato: O presidente da marca coreana no Brasil, José Luiz Gandini, criticou a política para carros importados do governo, mas não deixou de anunciar novos produtos. Na foto, a nova geração do sedã Cerato, que agora vem do México, com o motor 1.6 flex de 128 cv e câmbio automático de seis marchas. Oferecido por R$ 77 milLand Rover: A britânica, junto da Jaguar, recheou seu estande com seu portfólio conhecido. Mas trouxe a carroceria conversível do Evoque, limitado a somente 45 unidades para o Brasil, vendida por R$ 292.500 em pré-venda. A montadora também apresentou aqui a nova geração do DiscoveryPeugeot: Na luta para ter lugar mais merecedor no mercado brasileiro, a marca francesa apresentou o 3008, agora um autêntico SUV. O motor, um forte do grupo PSA (a Citroën não trouxe novidades), é o 1.6 THP de 163 cv. O câmbio será automático de seis velocidades. Deve chegar ao Brasil em 2017Ford: Foi exatamente no Salão que a marca do oval azul finalmente decidiu anunciar o lançamento oficial do Mustang no Brasil. A pré-venda começa no último trimestre do ano que vem, para entrega das primeiras unidades prevista para o começo de 2018. Deveremos ter aqui somente a versão GT, com motor V8 de 510 cv. Na foto, a versão de performance Shelby GT350R de 553 cvAudi: A fabricante alemã das quatro argolas também foi outra que não exibiu novidades durante a mostra. Todos os lançamentos foram feitos ao longo do ano. Mas vale o destaque para a nova geração do R8, com seu motor V10 5.2 litros de 610 cv. O superesportivo acelera de 0 a 100 km/h em apenas 3,2 segundos e atinge velocidade máxima de 330 km/hMercedes-Benz: Montou o seu estande com produtos já conhecidos do público. E adicionou versões de carros sofisticados que ainda não ganharam o Brasil. É o caso, por exemplo, do AMG S63 cabriolet de motor V8 biturbo 5.5 litros. A Brabus, conhecida preparadora dos carros Mercedes, vende sua versão do conversível aqui. É um carro caro. O preço passa fácil da casa do R$ 1 milhãoCHRYSLER/DODGE/JEEP: A maior das atrações no estande das três marcas americanas é, sem dúvida alguma, o Dodge Challenger Hellcat, com seu V8 6.2 litros. Incrementado ainda por compressor mecânico, entrega nada menos que abissais 717 cv. É importado ainda de forma independente, com preço que gira em torno de R$ 800 milNissan: É considerado como o maior de todos os destaques apresentados pela montadora japonesa com fábrica em Resende. É a 12ª geração da picape Frontier, que traz um novo motor 2.3 biturbodiesel, de 190 cv acompanhado de um câmbio automático de sete marchas e suspensão traseira multilink. Mas não adianta se animar: o veículo só deve chegar ao país a partir do ano que vemHonda: Eis uma das montadoras que apresentou uma boa novidade, o SUV compacto WR-V, desenvolvida por completo no Brasil. Derivado do Fit, por enquanto a única informação revelada é que suas vendas começam só a partir do ano que vem. Apostamos que sua motorização seja a do monovolume (1.5 de 116 cv e câmbio CVT). Os preços serão mais baratos que o HR-V, óbvioRenault 2: Também apresentou outro lançamento interessante, o SUV Captur. Derivado do modelo russo, usará aqui a plataforma do Duster e inclusive já está sendo produzido no Paraná. Terá o novo motor 1.6 SCe de 120 cv com câmbio manual ou CVT, além do já conhecido 2.0 com a transmissão automática de quatro marchas. Não terá 4×4 e chega ano que vem, com preços entre R$ 80 e R$ 95 milHyundai: A marca coreana parte para a briga dos SUVs compactos com o Creta, derivado da plataforma do HB20. Já produzido em Piracicaba (SP), ao lado do irmão, chega em janeiro com duas opções de motorização: 1.6 Gamma de 130 cv e câmbio manual ou automático de seis marchas; e 2.0 Nu de 166 cv com câmbio automático de seis velocidades. Ambos com sistema liga/desligaMaserati: Com estande próprio no Salão, a marca é representada no Brasil pela Via Itália (que também importa Ferrari, Lamborghini e Rolls-Royce). O objetivo foi mostrar o primeiro SUV de sua história, o Levante, que tem motores gasolina ou diesel e tração 4×4. Com gasolina, o utilitário usa um V6 3.0 Ferrari, de 350 ou 450 cvPorsche: Pela primeira vez no Salão de São Paulo de forma oficial, a marca alemã deu destaque ao novo Panamera Turbo e o Cayenne S E-Hybrid. O primeiro, em detalhe na foto, tem motor V8 sobrealimentado 4.0 litros com 550 cv. Acelera de 0 a 100 km/h em apenas 3,6 segundos a atinge máxima de 306 km/h. Custa R$ 758 mil

AutoMotor Archives

Série 1 invocada estreia no Salão
BMW M140i apresenta melhorias no conceituado motor seis cilindros em linha da fabricante alemãRio – Será no Salão de São Paulo, dia 10 de novembro, o palco onde a BMW ...
Chevrolet mostra compacto elétrico aos brasileiros
Bolt será uma das atrações da montadora da gravata no Salão do automóvel de São PauloRio – A Chevrolet vai exibir no Salão de São Paulo o seu compacto elétrico ...
Multas de moto crescem quase três vezes na capital paulista; saiba como evitá-la
CET emitiu mais de 5,2 milhões de autuações entre janeiro e abril de 2016 na capital paulista; em média, foram 69,2 mil multas aplicadas a motos por mês Motos representam 13,31% ...
Saiba como evitar problemas na hora de abastecer o carro
Consumidores reclamam que frentistas estão abastecendo o veículo com gasolina aditivada mesmo quando o motorista não pede pelo combustível A famosa pergunta sobre o nível do óleo deve ser recebida com ...
Mercedes-Benz E 55 AMG de Schumacher está à venda
Preço pedido pelo carro que teve o heptacampeão como primeiro dono é dez vezes superior à média do mercado Uma loja de Berlim, na Alemanha, está pedindo 119.950 euros (que equivalem ...
Multa mais rigorosa derruba em 20% desrespeito a vagas para deficientes
Quem usa cadeira de rodas elogia a mudança que transformou a infração de leve em grave, aumentando o valor da multa de R$ 53,20 para R$ 127,69 Apesar da melhora nas ...
Dor nas costas pode ser consequência de dirigir mais de duas horas por dia
Segundo especialista, exercícios para fortalecimento da região lombar e pausas na direção são saídas para motorista evitar problemas na coluna Postura ao dirigir, altura e posição do banco são fatores que ...
Saiba quais multas podem causar a suspensão imediata da CNH
Motorista que dirige alcoolizado, disputa corridas não autorizadas ou deixa de prestar socorro em acidentes corre o risco de perder o direito de dirigir As multas para quem dirige após ingerir ...

« Página anteriorPróxima página »