Como evitar a ansiedade e lidar com os momentos de crise

5th setembro 2016   ·   0 Comments

Com tantas tarefas e obrigações, a ansiedade pode atacar e limitar a vida das pessoas. Veja algumas dicas de um profissional para lidar com este problema

A ansiedade, assim como o medo, é um sentimento natural e necessário a todos. “O problema é quando ela é desencadeada por algo que não a justifica, ou por algo que não existe”, explica o psicólogo Luciano Passianoto.

Com o excesso de preocupações, tarefas e prazos que as pessoas têm hoje em dia, um sentimento de urgência é despertado, diz Luciano, e isso estimula a ansiedade.

O excesso de obrigações a serem cumpridas pode gerar ansiedade. Saiba como evitar

O excesso de obrigações a serem cumpridas pode gerar ansiedade. Saiba como evitar

Foto: Thinkstock Photos

Ela pode acontecer em diversos graus: desde um simples frio na barriga antes de algo importante, até algo que te impossibilite de realizar as tarefas do dia-a-dia ou mesmo dormir. “Muitas fobias, transtornos obsessivos compulsivos e até a síndrome do pânico são bastante ligadas à ansiedade”, afirma o psicólogo

Para saber se sua ansiedade é um problema, o profissional recomenda verificar se ela está atrapalhando suas atividades rotineiras, “se sua vida não está fluindo de uma forma tranquila”. Caso isso aconteça, ele indica algumas atitudes que podem te ajudar.

Investigar origem física

Muitos não sabem, mas Luciano informa que a ansiedade pode ser originária de um problema de saúde. O primeiro passo é fazer exames de dosagem hormonal para verificar se essa não é a origem.

Como em diversos problemas, se alimentar de forma saudável e fazer exercícios físicos também pode ajudar a reduzir a ansiedade, segundo Luciano.

Parar para refletir

Descartadas as causas por desequilíbrio hormonal ou outra relacionada à saúde física, é hora de parar e refletir sobre sua vida e rotina. “Estou conseguindo dar conta de tudo? Qual é o ponto que me desestabiliza e me deixa mais preocupada?”, são algumas perguntas que o indivíduo ansioso deve fazer para identificar a causa e tentar sanar o problema.

Organizar as tarefas

Ter muitas atividades a serem cumpridas pode virar um motivo para ficar ansioso. Por isso, organizar o que precisa ser feito – por ordem de prioridade – é uma dica de Luciano: “ Você precisa priorizar suas urgências e as tarefas mais importantes que tem. E se não der tempo de fazer tudo, não vai ser o fim do mundo”.

Não se cobrar tanto

Outra recomendação de Luciano dá origem a uma nova dica para lidar melhor com as preocupações: não se cobre tanto. É preciso não exigir qualidade nem produtividade que sejam impossíveis de cumprir. “Aprenda a deixar as coisas pra a amanhã”, recomenda o psicólogo.

Ter um tempo para si

Em vez de só se preocupar com as obrigações, reserve um tempo para si e faça uma atividade que te dê prazer. Pode ser desde assistir a sua série favorita, até sair para andar de bicicleta. Aproveite a oportunidade para “desligar” a mente.

Procurar um profissional

Independente destas pequenas atividades, o auxílio de um profissional, como um psicólogo, pode ser fundamental. “Ajuda profissional é importante. Alguém que seja qualificado vai ajudar a identificar quais as causas e estabelecer estratégias para superá-la”, diz Luciano.

Como agir em uma crise

A ansiedade também pode gerar crises: palpitações, respiração falha e até dor de barriga. E estes sintomas dificultam a tomada de alguma atitude para saná-los, mas o psicólogo dá algumas dicas: “É interessante se acalmar e tentar controlar a respiração para passar aquele desconforto físico.” Por fim, se você sentir que a sensação tem relação com o ambiente que você está, procure sair do local e respirar profundamente, sempre.

Readers Comments (0)





Pesquisar